Mário Matins: Quinta cultural abriu ciclo junino em Afogados

ALEPE

sábado, 28 de maio de 2022

Quinta cultural abriu ciclo junino em Afogados

 

O ciclo junino em Afogados foi aberto oficialmente ontem, com mais uma edição do projeto Quinta Cultural, com “cheiro de arraial.”

O evento valorizou os artistas da terra, trazendo para a praça Arruda Câmara, local onde ocorreu o evento, todo o talento dos nossos músicos, artistas e cantores. O público que lotou a praça pôde conferir apresentações de Carla Alves, Leandro Cavalcante, LindoJohnson, Dida dos Teclados e forrozão encantos dourados, Paulo Márcio, Eduardo Alves, além da participação especial do Padre Luiz Marques, o nosso Padre Luizinho.

A quadrilha junina Sanfonar, que já se tornou um patrimônio de Afogados, apresentou o tema para o São João deste ano: “o som que tocou meu coração”. A história fala de Januário, sertanejo batalhador, como tantos que conhecemos. Sanfoneiro que sonha encantar a todos com a sua música. Nas suas andanças, conhece Sebastiana, sua fonte de alegria e inspiração. Esse é o enredo que será desenvolvido e apresentado pela Sanfonar nos diversos concursos e locais em que irá se apresentar este ano.

“Estamos entrando no período mais rico em termos de cultura nordestina e de celebração, que é o ciclo junino. Esse evento magnífico esteve à altura da abertura do nosso ciclo junino, valorizando nossos artistas e o nosso bem maior, que é a riqueza e a diversidade da cultura sertaneja,” destacou o Prefeito de Afogados, Alessandro Palmeira. O Prefeito também anunciou a realização do festival “Arraial do meu bairro”, que será realizado no período de 09 à 17 de Junho, levando música, dança e muita animação a todos os bairros de Afogados. A programação completa será divulgada pela Secretaria de Cultura nos próximos dias.

Além de Sandrinho, a quinta cultural contou com as presenças do vice-prefeito Daniel Valadares, vereadores Raimundo Lima, César Tenório, Toinho da Ponte e Douglas Eletricista, além do Secretário de Cultura e Esportes, Augusto Martins, que destacou a importância de abrir espaço para os artistas da terra. “Esse momento abriu oportunidade para os artistas que se inscreveram na nossa chamada pública, garantindo renda nesse momento tão adverso”, afirmou Augusto.


0 comentários: