Mário Matins: Em ato de filiação, Marília Arraes e Paulinho da Força defendem Lula na presidência

Prefeitura de Caruaru

ALEPE

sexta-feira, 25 de março de 2022

Em ato de filiação, Marília Arraes e Paulinho da Força defendem Lula na presidência

 

“Esse Lula não é propriedade de um partido”, alfinetou o presidente nacional do SD.




O ato de filiação ao Solidariedade da deputada federal Marília Arraes, nesta sexta-feira (25), no Recife, contou com a presença do presidente nacional do partido, deputado federal Paulinho da Força. Em seus discursos, os dois parlamentares reforçaram várias vezes que o ex-presidente Lula (PT) vai compor o palanque de Marília Arraes, candidata ao Governo de Pernambuco. 

“Só tem um jeito de derrotar o bolsonarismo e é o presidente Lula”, destacou Paulinho da Força. “Esse Lula não é propriedade de um partido”, alfinetou o presidente nacional do SD. 

Depois que surgiu a informação sobre a saída de Marília Arraes do PT, o partido a indicou para a vaga de senadora na chapa majoritária do arco de alianças da Frente Popular, mas Marília não aceitou.

Em seguida, deu-se início a um debate sobre a presença do ex-presidente Lula (PT) na campanha. O PSB afirma que é o palanque legítimo porque compõe com o petista em Pernambuco, enquanto Marília explicou que, juridicamente, também teria direito à bênção do líder trabalhista porque SD e PT nacionalmente fazem parte da mesma coligação. 

A deputada federal Marilia Arraes, durante sua declaração inicial, também afirmou ser “muito grata ao PT” e cravou que sempre vai “estar ao lado de Lula”. 

De ontem
Nessa quinta (24), Marília Arraes expôs o embate e chegou a postar uma foto com o ex-presidente nas redes sociais. "Marília Arraes apoia Lula, incondicionalmente. Lula é patrimônio do povo. Não é propriedade de ninguém", diz a legenda.

Ainda ontem, de acordo com a nota encaminhada à imprensa pelo presidente do SD: "Nosso palanque será o do presidente Lula, em Pernambuco e no Brasil. De Pernambuco, com fé em Deus, nós só queremos dar boas notícias, para derrotar o fascismo e a incompetência que têm infelicitado o Brasil e Pernambuco. E a ele estará aberto até o último eleitor se manifestar nas urnas", disse o comunicado.




Folha PE



0 comentários: