Mário Matins: Presidente da Associação de Cabos e Soldados é assassinado a tiros

Prefeitura de Caruaru

ALEPE

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

Presidente da Associação de Cabos e Soldados é assassinado a tiros

 






O presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco, Alberisson Carlos, foi morto com cinco tiros, na noite desta quarta-feira, quando deixava a sede de instituição, localizada no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. O líder da categoria foi levado em estado grave para o Hospital da Restauração, mas não resistiu.


Alberisson foi baleado quando se dirigia ao seu carro, um Honda HVR, que estava estacionado. A vítima estava acompanhada de sua esposa, que não se feriu. O caso já está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) , que vai tentar identificar os autores e a motivação do assassinato. Profissionais da Polícia Científica foram ao local para iniciar as perícias. 

Em nota, a Secretaria de Defesa Social informou que as forças de segurança estão atuando de forma integrada e com máximo empenho na investigação do assassinato. "Por volta das 18h30 desta quarta-feira (16), Alberisson Carlos foi vítima de disparos de arma de fogo, na Rua Ricardo Salazar, na Madalena, Recife. Foi socorrido para o Hospital da Restauração, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu na unidade de saúde", explicou a polícia.

"Logo após o crime, as polícias Militar, Científica e Civil deslocaram-se para o local, realizando os procedimentos de isolamento, perícias e diligências. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está responsável pelas investigações, e não haverá descanso até a elucidação do crime, assim como a responsabilização penal de seus autores. A Polícia Militar, por meio de unidades de área e especializadas, está envolvida nos trabalhos", segue o comunicado.

"A SDS e suas operativas solidarizam-se com familiares, colegas de trabalho e amigos de Alberisson Carlos neste momento de dor e perda. E reforçam que todo o esforço será feito no sentido de esclarecer o homicídio e levar responsáveis ao sistema de justiça criminal", finaliza a nota.

TRAJETÓRIA
Conhecido pela sua atuação na busca de melhorias salariais e estruturais para a Polícia Militar, Alberisson também se notabilizou pelas polêmicas e embates. Ele foi expulso três vezes da PM. A última exclusão ocorreu em agosto de 2017, quando o cabo foi punido sob a justificativa de ter incitado a desobediência e desrespeitado o então Secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, e o então Comandante Geral da PMPE Carlos D’Albuquerque.
 
 (Alberisson era uma das principais vozes da categoria em Pernambuco. Foto: Nando Chiappetta/DP)
Alberisson era uma das principais vozes da categoria em Pernambuco. Foto: Nando Chiappetta/DP
Segundo a Corregedoria da SDS, no dia 5 de agosto de 2016, no município de Pesqueira, os militares gravaram vídeo com expressões desrespeitosas à hierarquia da corporação. Em um deles, Alberisson teria declarado que “Tá na hora do Comandante também ser um homem macho”. 

A mesma punição foi aplicada ao vice de Alberisson na ACS, Nadelson Leite. Os dois policiais militares chegaram a ser presos em flagrante, em 2016, por descumprirem ordem judicial que proibia bombeiros e policiais militares de se reunirem para discutir a deflagração de uma greve. Alberison foi detido na Praça do Derby, quando discursava para a categoria.

O líder da associação também concorreu a deputado federal pelo PRP, em 2018, e vereador do Recife pelo DEM, em 2020, mas não se elegeu.

Por meio de nota, a Associação dos Militares de Pernambuco (AME) lamentou o falecimento de Alberisson Carlos. "Desejamos conforto à família e aos entes queridos", disse.

O deputado estadual Alberto Feitosa também lamentou o crime. "É com pesar e perplexidade que tomo conhecimento da morte de Albérisson Carlos, vítima de uma emboscada nas imediações da Associação de Cabos e Soldados da PM/BM, seu local de trabalho. Esse crime a bem da democracia necessita ser esclarecido. Por várias vezes estivemos juntos lutando pelas causas da categoria. Perdemos um colega, uma voz ativa dos direitos dos policiais e bombeiros militares. Aos familiares os meus sentimentos e que Deus conforte a todos e o receba em sua infinita bondade", disse.







Diário de Pernambuco

 


0 comentários: