Mário Matins: Obras da estrada de Ibitiranga: Esse Engenharia irá reassumir trabalhos

ALEPE

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Obras da estrada de Ibitiranga: Esse Engenharia irá reassumir trabalhos

 













Obras estão marcadas por lentidão e problemas de empresa com comunidade

Por André Luis

O diretor de finanças da Prefeitura de Carnaíba, Luiz Alberto, procurou o programa Manhã Total nesta sexta-feira (25), para informar que a obra da PE-380, que liga Afogados da Ingazeira à Ibitiranga, em Carnaíba, estarão prontas até setembro.

Segundo Luiz Alberto, a garantia foi dada pelo deputado federal e pré-candidato ao Governo do Estado, Danilo Cabral (PSB), em conversa com o prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB).

“O asfalto vai ser feito. A Esse Engenharia, que foi a vencedora da licitação, foi notificada e vai reassumir a obra. Eles sublocaram para Construpav, mas irão reassumir”, informou Luiz Alberto.

Ainda segundo Luiz Alberto, a Construpav vai deixar a obra e a comunidade. Questionado como ficam comerciantes que estão receber da empresa, Luiz disse acreditar que não vai ter prejuízo. “Parece que já pagaram algumas dívidas. Não vai ter prejuízo”, disse.

Esta semana a Rádio Pajeú recebeu várias denuncias contra a empresa está deixando de pagar trabalhadores, pessoas da engenharia e comércio local. Na quarta-feira (23), o repórter da Rádio Pajeú Marcony Pereira foi até o local saber qual era a real situação da obra.

O que o repórter apurou foi que as obras estão lentas. Além da lentidão da obra, Marcony apurou que o sentimento é de medo. “Não conseguimos gravar com ninguém, temem represálias, mas ao saberem da presença da reportagem, as pessoas me rodearam e listaram uma série de problemas que estão enfrentando”, contou o repórter.

Segundo os relatos colhidos pela reportagem a dívida estava em torno de R$ 400 mil. Entre despesas com o comércio local, locação de casas e de máquinas – visto que segundo relatos a Construprev está locando todos os equipamentos. Outros relatos dão conta de que a obra para constantemente por falta de combustível.





Nil Junior

0 comentários: