Mário Matins: Emoção na entrega do Espaço Maria Dapaz

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Emoção na entrega do Espaço Maria Dapaz


A programação dos 60 anos da Rádio Pajeú, primeira emissora do Sertão Pernambucano foi concluída nesta quinta-feira com  a entrega do Espaço Maria Dapaz no Museu do Rádio, onde nasceu a emissora. O público lotou o espaço para acompanhar com muita emoção a exibição do documentário “Princesinha da Ingazeira”, com Produção, pesquisa e seleção de imagens: Jocelyne Aymon, Direção e roteiro de Cervantes Sobrinho e  Edição, montagem e tratamento de som de Sérgio Sachs.
Presentes ao espaço, familiares da cantora aplaudiram emocionados a exibição e não esconderam a felicidade com o espaço dedicado à cantora. Dentre eles, a irmã, Maria do Socorro, que disse estar emocionada em poder ver o acervo da irmã, inclusive o violão em que Maria Dapaz homenageia amigos, familiares e referências da sua carreira. “Agradeço pela iniciativa. A emoção é enorme”.
Primo de Paizinha, o poeta Dedé Monteiro não escondeu a emoção e destacou a importância de que o Pajeú preserve sua memória cultural, como foi feito com Maria Dapaz. “São 60 anos da Rádio mais 60 anos de Paizinha. Como Paizinha diz a historia dela começou precocemente e brilhou de todas as formas em todos os lugares”. Nas redes sociais, um verso de Dedé sobre o espaço foi publicado: Vendo esse lindo resumo/Da vida da “Princesinha”/Senti n’alma esta certeza/Que eu nem sabia que tinha:/Não há medida que meça/O tamanho de Paizinha!
Ao agradecer a todos que se envolveram no projeto, Jocelyne Aymon, companheira e produtora de mais de trinta anos da cantora se emocionou bastante, chegando a embargar a voz em mais de uma vez. Mas teve forças para agradecer a todos que contribuíram para esse projeto, que entre a ideia e a execução durou oito meses. Ela nominou a Rádio Pajeú, mais os integrantes do grupo que trabalhou o projeto, com Sônia Patriota, Leni Gomes Ferreira , Milton Oliveira e Dilma Coelho de Oliveira.
Veja fotos noite de ontem entrega, feitas por Cláudios Gomes:
Veja algumas fotos do espaço clicadas por Leni Gomes:
O Prefeito José Patriota, a primeira dama Madalena Leite, o vice Alessandro Palmeira, vereadores como Augusto Martins e Cícero Miguel, o promotor Lúcio Almeida Neto, artistas e poetas Ederck José, Padre Luizinho,  Dedé Monteiro, Chagas, equipe da Rádio Pajeú, seu Gerente Administrativo Adjunto Josenildo Nunes estiveram entre os nomes presentes. O espaço ficou lotado.
A Rádio Pajeú foi escolhida por conta de sua influência na formação musical de maria DApaz, conforme dito no documentário.  “A música se manifestou muito cedo. Soltava a voz no muro do jardim de casa. A programação da Radio Pajeú eu conhecia de cor: Waldick Soriano, Roberto Carlos, Clara Nunes, Ângela Maria, Luiz Gonzaga, Vicente Celestino. Essa foi minha formação musical, de pé de rádio”, diz em um de seus depoimentos.
Aos nove anos, cantou pela primeira vez no Cine São José no concurso “A mais bela voz do Nordeste”, transmitido pela Rádio Pajeú. Ao lado de profissionais da região, fica em segundo lugar. “Empolgada por ter agradado, pedi um violão à minha mãe. Aprendi a tocar e nunca mais me separei do instrumento”.
A Rádio Pajeú ainda agradeceu a Bruno Chateubriand Comunicação Visual, Roberto Gouveia Marceneiro, Galeria São José, Speeding Telecon, Ney Gomes, André Luiz, Maria Gomes, a Lia e Cristina Nascimento, Joselita Amador, William Tenório, Júnior e Emanoel, Chagas, Cláudio Gomes, Alexandre Morais,  Wagner Nascimento e Secretaria de Cultura em nome de Edgar Santos e César Tenório.
Horário de visitação: o Museu do Rádio, com o espaço Maria Dapaz está aberto de segunda a sábado das 14h às 16h e em horários agendados por grupos e escolas através do telefone (87) 3838-2790 ou na secretaria da Rádio Pajeú.




Nil Junior

0 comentários: