Mário Matins: Prefeitura de Afogados investe na aquisição de alimentos da agricultura familiar

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Prefeitura de Afogados investe na aquisição de alimentos da agricultura familiar


Gerar renda, dignidade e cidadania para as famílias que vivem da agricultura em Afogados da Ingazeira. Com esse objetivo, desde o início do seu mandato, o Prefeito José Patriota tem fortalecido o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, com a retirada de atravessadores e uma fiscalização permanente, de modo a garantir que apenas as famílias que realmente produzem possam vender à Prefeitura.
Todo mês, a Prefeitura investe 21 mil Reais na aquisição de 1.500 quilos dos mais variados produtos oriundos do campo. Hortaliças, verduras, legumes, frutas e carne bovina, são adquiridos diretamente a mais de 40 famílias que vivem e trabalham em nossa zona rural. Esses alimentos atendem à merenda escolar, Centros de Atenção Psicossocial, cozinha comunitária, casa de apoio da saúde em Recife e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, dentre outras instituições.
A cada três meses, a Prefeitura reúne os agricultores familiares beneficiados pelo Programa, para debater em conjunto o controle da distribuição dos alimentos, as visitas técnicas de fiscalização, prestação de contas e a qualidade dos produtos adquiridos. Nesta quinta (05) aconteceu mais uma dessas reuniões, no Centro Tecnológico.
“Junto com o Programa Nacional de Alimentação Escolar, que também adquire alimentos da agricultura familiar, o PAA é fundamental para garantir renda e cidadania para os agricultores, e assegurar uma alimentação de qualidade na mesa dos que mais precisam. Tenho determinado uma fiscalização rigorosa para evitar os atravessadores, garantindo que os verdadeiros agricultores sejam beneficiados,” destacou o Prefeito José Patriota.
O Coordenador do Programa em Afogados, Gilmar Aguiar, destaca que as reuniões ocorrem rotineiramente. “Essa é uma reunião de rotina, como chamamos, e aqui podemos debater com os agricultores a agenda de distribuição, e ouvir também as sugestões deles, e trazer representantes das entidades que recebem os produtos para avaliar a qualidade do que eles recebem”, declarou Gilmar.

0 comentários: