Mário Matins: Sandrinho diz que seu trabalho pavimenta candidatura e critica fala de Gonzaga. “Fora de tempo”

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Sandrinho diz que seu trabalho pavimenta candidatura e critica fala de Gonzaga. “Fora de tempo”










Gonzaga Patriota disse que se José Patriota disser que o candidato de Sandrinho sem ouvir, Totonho se alia à oposição e ele “se lasca”
O vice prefeito de Afogados da Ingazeira, Alessandro Palmeira, foi o convidado de hoje no Debate das Dez do programa Manhã Total, da Rádio Pajeú. Sandrinho fez inicialmente uma análise sobre a realidade financeira do município. Disse que algumas medidas de contenção serão tomadas. Dentre eles, o corte de recursos para trios elétricos no carnaval, que afetam os Blocos A Cobra Vai Subir e Tô na Folia, que enfatiza o ex-prefeito Totonho Valadares. Ele negou retaliação. “Os blocos foram comunicados e já estão vendo meios de buscar apoio para sua festa”. O Baile municipal, por exemplo, garante, não terá aporte de recursos públicos. Disse que se fosse hoje, a Expoagro seria sacrificada.
Sandrinho afirmou a gestão Patriota ainda assim consegue manter serviços e obras. “Estamos numa época diferente daquela das vacas gordas com Lula e Eduardo no poder, quando os projetos eram facilmente aprovados”, disse. À época, um dos gestores era Totonho Valadares. “São sete anos de seca agora”, disse.
Ele ainda criticou posições do governo Bolsonaro, se dizendo preocupado com as posições na gestão, mas dizendo acreditar na frase emblemática de Paulo Guedes, “mais Brasil e menos Brasília”. Também que além das questões políticas, tem obrigação de torcer para o governo dar certo.
Perguntado se já se sente preparado para gerir Afogados, disse Sandrinho: “Se trabalho e dedicação pavimentar candidatura, estamos no meio do caminho. Afogados tem grandes nomes. Não tenho ganância de dizer, vai ser Sandrinho. Mas isso no momento certo”. Ele disse acreditar que o debate acontecerá apenas em 2020.


Fala de Gonzaga: Sandrinho comentou a fala de Gonzaga Patriota, hoje aliado de Totonho Valadares, que, ao dizer que pode sim acontecer o racha falou: “Um exemplo, se Patriota chegar e disser que Sandrinho é o candidato, e acabou-se, do lado de cá a gente tem candidato. Do lado de lá a gente trás uns 40% e Sandrinho se lasca”. Para Sandrinho, a fala foi infeliz. “Recebi com muita surpresa, porque Gonzaga está no seu décimo mandato. Mas a população vai julgar. mas muita gente me ligou dizendo que esse vocabulário não é de alguém que está no mesmo grupo político. E não entendi a colocação ‘do lado de Patriota’. Ele é do nosso grupo. Você não vai ver Sandrinho rebaixando ninguém. O p-ovo é que deve julgar a fala de Gonzaga que achei fora de tempo, fora da curva”.






Nil Junior

0 comentários: