Mário Matins: Dois cabroboenses são mortos em operação contra quadrilha especializada em assaltos a bancos na Bahia

domingo, 17 de dezembro de 2017

Dois cabroboenses são mortos em operação contra quadrilha especializada em assaltos a bancos na Bahia



























A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública da Bahia integrou a ação que desarticulou uma das maiores quadrilhas de assalto a grandes valores - agências bancárias, carros-fortes e mineradoras - do país, na madrugada deste domingo (17), na cidade de Montes Claros, Minas Gerais.

Com o grupo, apontado como remanescente da quadrilha que tentou assaltar a agência do Banco do Brasil em Bom Jesus da Lapa, ação em que dois PMs foram mortos, foram encontrados cinco fuzis, sendo um calibre .50, duas pistolas Cal 9mm e farta munição de calibres .50, 7,62mm, 7,62 curto e 9 mm, além de aproximadamente 20kg de explosivos.

A operação conjunta é resultado do compartilhamento de informações da SSP da Bahia, através  da Força Tarefa, das polícias de Minas Gerais e  Goiás, da Polícia Federal (BA e DF), da Secretaria de Administração Penitenciária do Paraná e da Polícia Civil do Estado de Sergipe.

De acordo com o coordenador da Força Tarefa da SSP, major Marcelo Barreto, a quadrilha, que foi interceptada em Montes Claros, planejava uma nova ação criminosa contra um carro forte, esta semana. O crime seria executado no município mineiro onde foram localizados. " Graças ao trabalho conjunto nos adiantamos e eles reagiram a ação", conta o major.

Jean Carlos de Barros Dantas, vulgo "Bereberê", e Aldenir Quirino de Sá, vulgo "Galeguinho de Senhora", morreram em confronto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais da PM de MG. Já Naelbe Bezerra, seu irmão Jeu Julio da Silva  e Yago Nunes de Souza foram presos. Segundo informações, todos residiam no município de Cabrobó, no Sertão pernambucano.

Ainda segundo Barreto, "Bereberê" era irmão de Carlos Jardiel de Barros Dantas, líder da quadrilha e morto em confronto com a polícia de Goiás, em maio deste ano, em outra operação conjunta em parcerias com polícias do Nordeste, inclusive, a da Bahia. Após esse desfalque, "Bereberê" assumiu a organização criminosa e continuou com os ataques às instituições financeiras com o restante da quadrilha.

Com a operação deste domingo, sobe para 13 os fuzis apreendidos com a quadrilha que, além da ação em Bom Jesus da Lapa, também é responsável por assaltos a bancos e carros de valores em Unaí e Grão Mongol, em Minas Gerais, dentre outros municípios da Bahia e de Goiás.

0 comentários: