Mário Matins: Sertanejo que foi vitima da ditadura é cremado em São Paulo

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Sertanejo que foi vitima da ditadura é cremado em São Paulo


Informações: Comissão da Verdade/Blog do Finfa













O afogadense Edval Freitas da Silva, filho mais velho do saudoso comerciante Fernando Simão foi cremado nesta terça (13) depois que faleceu ontem em São Paulo.
Edval era irmão de Osvaldo Simão e da nutricionista Ledinha Freitas. Foi advogado, formado na Faculdade de Direito do Recife em 1963.
Vítima da ditadura, foi preso político em 1964 e por esta razão viveu 8 anos na Europa (França e Bélgica), onde estudou Ciências políticas.
De lá, foi professor na África. Voltou ao Brasil onde trabalhou até seus 70 anos na Fundap, na área de pesquisa em desenvolvimento urbano.
Em 2001, foi indenizado pelo governo em virtude da ]tortura ao qual foi submetido. Teve sua história de defesa da democracia e combate à ditadura militar registrada pela Comissão Estadual da Verdade Dom Hélder Câmara.

0 comentários: