Mário Matins: RENATA CAMPOS JÁ PREPARA FELIPE CARRERAS PARA SER O CANDIDATO DO PSB NO LUGAR DE PAULO CÂMARA.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

RENATA CAMPOS JÁ PREPARA FELIPE CARRERAS PARA SER O CANDIDATO DO PSB NO LUGAR DE PAULO CÂMARA.



Ciente de que a reeleição de Paulo Câmara se inviabilizou com a jogada magistral do senador Fernando Bezerra Coelho de tomar para si o PMDB, arrastando com ele não apenas o tempo de televisão desse que tem uma das maiores bancadas do Congresso, mas, também, o apoio do DEM, do PTB, do PSDB e do PR e de que a tentativa de conseguir o apoio do PT, em Pernambuco só criaria mais problemas para o próprio PSB, já que nem o PT de Pernambuco, a exceção de um ou outro petista de olho no dinheiro do PSB para sua própria eleição, nem o próprio PSB Pernambucano conseguem mais falar o mesmo idioma, a viúva do ex-governador Eduardo Campos, que é uma espécie de eminência parda dentro do PSB, já articula a substituição do atual governador que é casado com uma de suas sobrinhas, pelo marido de outra sobrinha, o deputado federal e secretário de Turismo e empresário do ramo de entretenimento Felipe Carreras.

Todos em Pernambuco sabem que o PSB, no Estado, não move uma peça do seu jogo político sem antes consultar Renata Campos, que dá as cartas, inclusive ordenando quais as que deverão ser expurgadas para fora do baralho.

Foi por isso que a visita de Lula à viúva foi alardeada na imprensa, inclusive nacional, como uma reaproximação entre o PT e o PSB e não apenas uma simples visita de cortesia, pois quem conhece a política em Pernambuco sabe perfeitamente que com a morte de Eduardo, sua viúva passou de conselheira a "capa preta" do PSB, sucedendo o marido em tudo.


Foi Renata quem determinou, pessoalmente, por exemplo, na semana posterior à morte de Campos, que a campanha de Felipe Carreras não deveria parar para que o marido da sua sobrinha fosse o deputado federal mais votado da coligação encabeçada  pelo PSB e um dos mais votados do Estado. Para Renata, a família vem sempre em primeiro lugar e para que essa situação não se altere, já está cuidando para que seja Felipe o candidato no lugar de um combalido Paulo Câmara.

Segundo nossas fontes, Carreras já teria comunicado a mudança a seus grupos de apoiadores para que deem carga na candidatura do filho de Renata e Eduardo, o chefe de gabinete de Paulo Câmara, João Campos, para quem os votos dados a Carreras, para deputado federal devem ser transferidos, já que Carreras será o candidato a governador de Pernambuco, pelo PSB. Não existe candidato natural para perder e esse é o raciocínio de Renata que não admite perder o comando de Pernambuco para ninguém, muito menos para dissidentes que cresceram à sombra de seu marido.

A solução Carreras já vinha sendo estudada, mas se tornou fato com a confirmação da ida de Fernando Bezerra Coelho para o PMDB.

Carreras não está na Lava Jato, não está em nenhuma delação, diferentemente de Fernando Bezerra Coelho, que afirmou em entrevistas que tanto Paulo Câmara quanto Geraldo Júlio estariam na mesma situação que ele do ponto de vista criminal.

Felipe Carreras também levaria vantagem sobre Armando Monteiro por ser um empresário jovem, simpático e bem sucedido, enquanto Armando já teria conquistado a pecha de carrancudo e de empresário fracassado, que segundo publicitários ouvidos pelo Blog, é uma característica imperdoável apontada pelos eleitores para candidatos empresários, o fracasso nos próprios negócios. Eleitores gostam de pessoas bem sucedidas e Carreras passa justamente essa imagem.

Quem pensou que o jogo já estava jogado, mais uma vez subestimou a capacidade de superação do PSB de Pernambuco que já demonstrou que sabe ganhar eleição até com candidato poste, imaginem com um candidato com a capacidade de articulação de um Felipe Carreras, empresário milionário, político experiente e que até 2018 pode atrair de volta ao palanque do PSB, sob seu comando, várias das forças que hoje se bandearam para a oposição. Alguém duvida?





Noélia Brito

0 comentários: