Mário Matins: Greve Geral: de forma pacifica Afogados protestou contra reformas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Greve Geral: de forma pacifica Afogados protestou contra reformas

Texto e fotos: André Luis





Na manhã desta sexta-feira (28), vários trabalhadores de cidades brasileiras, estão nas ruas protestando contra as reformas da previdência e do trabalho propostas pelo governo Temer.
Em Afogados da Ingazeira o protesto foi pacifico e um bom número de pessoas atenderam ao chamado e se juntaram em frente ao STR de Afogados para seguir em passeata pelas principais ruas da cidade.

Com gritos de ordem, de “Fora Temer”, contra o governador Paulo Câmara e contra os deputados que votaram a favor da reforma trabalhista, trabalhadores e trabalhadoras rurais de cidades próximas como Quixaba, Sertânia, Tuparetama e outras se juntaram a professores, comerciários, agentes de saúde, pessoas da sociedade civil, estudantes, profissionais da saúde, e de movimentos sindicais.
Em apoio ao protesto, a grande maioria dos comerciantes da Avenida Manoel Borba, abaixaram as portas de seus estabelecimentos, o que levou os manifestantes a aplaudirem a iniciativa.
Um dos momentos mais marcantes do protesto foi quando o padre Luiz Marques (Luizinho), convidou a todos a cantar a música de Gonzaguinha, “O Que é, o Que é?”, num coro só os manifestantes acompanham Luizinho, que também puxou o hino nacional brasileiro.
O movimento teve seu ponto final da Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara, principal ponto turístico da cidade e palco histórico de manifestações locais, onde foi organizado um momento para que líderes sindicais, políticos, representantes da sociedade civil e líderes comunitários pudessem fazer uso da palavra.


0 comentários: