Mário Matins: Sávio Torres participa e apoia mobilização dos trabalhadores contra a Reforma da Previdência

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Sávio Torres participa e apoia mobilização dos trabalhadores contra a Reforma da Previdência


O prefeito Sávio Torres debateu a Reforma da Previdência nesta segunda-feira (20) no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tuparetama. O objetivo foi esclarecer à população sobre as mudanças e os pontos negativos que a reforma, como está posta hoje, traz para o trabalhador. E ainda iniciar a formação de comissões permanentes de debate da reforma da previdência no município.
Sávio Torres disse que tem “o compromisso de levar a mensagem da mobilização aos representantes do Congresso Nacional”. O prefeito lembrou que já viabilizou carros para levar os trabalhadores à visita do presidente Michel Temer na cidade de Serra Talhada, no dia 30 de janeiro de 2017. Naquela ocasião os trabalhadores fizeram uma manifestação contrária a reforma da previdência.

Esteve presente ao debate também a representante da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Pernambuco (FETAPE), Safira Luísa, que falou o seguinte: “A nossa proposta aqui é formarmos comissões compostas por vereadores, pelo executivo, por entidades da sociedade civil como igrejas e templos. Isso para que o debate continue e a população retire suas dúvidas sobre a reforma da previdência”.
A representante da FETAPE chamou a atenção para a necessidade dos empresários locais participarem. Pois segundo dados desta Federação só em janeiro deste ano os trabalhadores rurais aposentados do município de Tuparetama receberam juntos R$ 1.735,000,00 (um milhão setecentos e trinta e cinco mil reais). Isto em clara referência ao fato da movimentação financeira no comércio local sofrer uma baixa caso a reforma saia como está.
Para o professor de história do 2º Grau da rede estadual de ensino, Rafael Lima, que esteve presente no debate e levou os alunos do segundo ano do Colégio Cônego Olímpio Torres, a sociedade precisa participar mais. “Com isto queremos incluir e informar os alunos sobre a reforma que ainda é muito pouco debatida e conhecida”, falou Rafael Lima. O professor lembrou ainda que o debate vai continuar em sala de aula através de relatórios e seminários.
Os alunos do 2º ano, Técio Ramos de 15 anos e Rafael Silva de 15 anos, falaram que nunca tinham participado de um debate sobre a reforma previdenciária. Segundo Técio Ramos “estamos aqui para nos informarmos sobre a reforma que atinge principalmente a gente que ainda vai entrar no mercado de trabalho”.

Estiveram presentes também esclarecendo o tema outras lideranças do município e o representante da CUT, Carlos Veras. 
(ASCOM)

0 comentários: