Mário Matins: Menina do Agreste de Pernambuco vence concurso Mini Miss Brasil 2016

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Menina do Agreste de Pernambuco vence concurso Mini Miss Brasil 2016

A pernambucana Maria Clara Lins, de 9 anos, é a nova Mini Miss Brasil Mundo 2016. Natural da capital do estado, a menina reside em Gravatá, no Agreste. Ela recebeu o título em um concurso realizado em Recife, no sábado (22), que contou com a participação de representantes de sete estados brasileiros. Ela foi escolhida por unanimidade como vencedora na categoria mini.
Foto: Duda Lima/Arquivo Pessoal
Foto: Duda Lima/Arquivo Pessoal
A mãe da menina, a dentista Eveline Lins Leite, de 49 anos, disse que a conquista foi a realização de um sonho para a filha. “Foi uma emoção muito grande. Nós sempre procuramos realizar os sonhos dela na medida do possível. Sempre preparei a minha filha para ela receber o sim ou o não em qualquer situação”, explicou.
O traje usado por ela durante o concurso foi premiado como o mais bonito da categoria dela. A estilista responsável pela roupa, Aldilene Torres, recebeu o título de “Estilista Destaque” pelo traje ter sido escolhido como o mais bonito de todas as categorias (mini, mirim, infantil e adulto).
Maria Claria cursa o 4º ano do ensino fundamental e desde os 6 anos de idade desfila como modelo e faz campanhas publicitárias. A menina foi convidada para representar o município de Gravatá no Miss Pernambuco, e saiu vencedora do concurso em 5 de junho deste ano.
Desde bebê, a mãe afirmou que a garota já chamava atenção das pessoas. “Moramos dois anos no Rio de Janeiro. Lá, eu ia com ela no banco, nas lojas e sempre diziam para eu levar ela ela em uma agência para fazer campanhas, mas não quis logo de início porque ela era uma bebê, mas depois as coisas foram acontecendo”.
Foto: Duda Lima/Arquivo Pessoal
Foto: Duda Lima/Arquivo Pessoal
A dentista contou que a filha tem o sonho de ser atriz e faz aulas de teatro há dois anos. Além disso, a menina também faz balé, inglês e frequenta aulas de futebol. A mãe disse que a menina não gosta de jogos eletrônicos e prefere atividades que movimentem o corpo. “A questão de desfilar foi uma escolha dela, é uma coisa que ela gosta, que parte da vontade dela e não foi imposição minha”.


G1 Caruaru

0 comentários: