Mário Matins: QUANTIDADE DE CHUVAS NO RECIFE EM 24 HORAS FOI EQUIVALENTE A 18 DIAS

terça-feira, 10 de maio de 2016

QUANTIDADE DE CHUVAS NO RECIFE EM 24 HORAS FOI EQUIVALENTE A 18 DIAS


chuva2Devido aos registros de chuvas acumuladas, que chegam a 185 milímetros nas últimas 24h, a Prefeitura do Recife relatou que está mobilizada para a realização de ações de prevenção e redução de riscos e transtornos causados pela precipitação, que representa o equivalente a 18 dias, considerando a média histórica do mês de maio, que é de 328 milímetros. O prefeito Geraldo Julio, em coletiva esta segunda-feira (9), reforçou o alerta para a desocupação das áreas de risco pelos moradores.
O socialista também anunciou as ações de controle que estão sendo comandadas por ele em um gabinete de monitoramento integrado das secretarias municipais, montado para dar atenção aos danos provenientes do período de alerta.
“Desde de manhã montamos este gabinete para monitorar as ações realizadas pela CTTU, pela Emlurb, pela Defesa Civil, todo mundo atuando nas ruas para minimizar os transtornos de uma chuva como essa. Essa poderá ser a maior chuva ocorrida dentro de 30 anos, se permanecer chovendo dentro das próximas 12h, como aconteceu desde a meia-noite de ontem até agora. A nossa preocupação maior agora é com as áreas encharcadas, dos morros, para não haver deslizamento, então por isso alertamos as pessoas para sua segurança, que saiam das áreas de risco e procurem um lugar seguro, na casa de amigos, familiares, ou entrem em contato com a Defesa Civil, para serem encaminhados para algum abrigo”, declarou o prefeito Geraldo Julio.chuva1Na manhã desta segunda (9) a Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC) emitiu dois novos alertas, renovando o comunicado emitido no domingo (8), para que os moradores de áreas de morro e sujeitas a alagamentos ficassem atentos, e caso necessário entrassem em contato com a Defesa Civil pelo telefone 0800-081-3400.
Segundo a PCR, até o momento já foram emitidos pela Defesa Civil do Recife três alertas através de SMS para 15 mil moradores destas áreas, 111 vistorias foram realizadas, 117 pedidos de colocação de lonas foram atendidos, e 572 famílias foram orientadas a desocupar as áreas instáveis. Além disso, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos realizou a entrega de 90 cestas básicas para os desalojados.
“O mais importante neste momento é manter a integridade física das pessoas. Os outros transtornos da cidade também estamos monitorando e combatendo, com uma equipe bastante profissional empenhada nisso, mas nesse momento o mais importante é a integridade física dessas pessoas que estão espalhadas nesses pontos vulneráveis”, completou o prefeito, que lembrou ainda que a gestão está atuando de forma integrada com 1.263 profissionais das secretarias de Governo e Participação Social, Saneamento, Infraestrutura e Serviços Urbanos, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Mobilidade e Controle Urbano, além da Emlurb, URB, CTTU e Guarda Municipal.pca_sergio_loreto3_matAinda de acordo com a PCR, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) colocou equipes com 170 agentes e 125 orientadores de trânsito, que, diariamente, estão nos principais corredores viários da cidade, priorizam hoje as áreas que foram afetadas por queda de árvore, alagamento ou falta de energia.

A Central de Operações de Trânsito (COT) da CTTU, que funciona 24 horas por dia, também está realizando o trabalho de monitoramento das vias, identificando os pontos mais críticos, através de 112 câmeras, e mais quatro equipes técnicas trabalham com o intuito de realizar os ajustes necessários na rede semafórica da cidade.




Folha PE

0 comentários: