Mário Matins: GONZAGA PATRIOTA REITERA O SEU VOTO SIM AO IMPEACHMENT

segunda-feira, 11 de abril de 2016

GONZAGA PATRIOTA REITERA O SEU VOTO SIM AO IMPEACHMENT




Honra-me repassar-lhe o meu voto favorável ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff, pedindo-lhe vênia para justificar esta minha posição:
Dede o início do ano, venho defendendo eleições gerais no Brasil, para que os brasileiros possam votar em vereador, prefeito, deputados estaduais e federais, senadores, governadores, além de um novo presidente da república para o Brasil, por entender que não basta tirar Dilma Rousseff e colocar Michel Temer, porque a roubalheira e a bagunça que o país passa, continuam da mesma forma ou, se agravará ainda mais, no que diz respeito aos avanços sociais ainda existentes, como as bolsas, Família e Renda; Minha Casa Minha Vida e, em particular, as aposentadorias dos homens e mulheres do campo, originárias de Proposta Constitucional de minha autoria.
Independentemente disso e, por entender que a presidente Dilma Rousseff não tem mais a mínima condição de governar este País que se agigantou demais e não pode ser governado sob a inspiração equivocada, somente de princípios ideológicos que foi sepultado pela economia de mercado, bem como, que o dinheiro do povo não pode ser furtado ou usado para financiar a destruição de patrimônios públicos e privados, em nome de reformas que competem ao próprio governo, negociá-las e realizá-las.

Também são graves os indícios de cometimento de crimes pela presidente da República, que ferem a Constituição Federal, quando da liberação, por Decreto, de créditos suplementares, sem autorização do Congresso Nacional, as chamadas "pedaladas fiscais", que são empréstimos feitos por bancos federais, para cobrir despesas do Tesouro Nacional.

E, neste caso, não se pode falar em julgamento político ou jurídico, porque a nossa Constituição Federal disciplina que cabe ao Congresso Nacional, através dos seus membros, decidir as questões de impeachment e não ao Poder Judiciário, fato que me afasta, como advogado, de um voto jurídico, para o componente político nesse processo. Não há mais credibilidade, condições de governabilidade, tampouco apoio político e de sustentação, para o governo da Presidente Dilma Rousseff continuar, em razão do exposto, o meu voto vai ser SIM, favorável ao impeachment.
Atenciosamente,


Deputado GONZAGA PATRIOTA
PSB – PE.

0 comentários: