Mário Matins

domingo, 27 de julho de 2014

Ouricuri: Homem é assassinado a tiros e duas pessoas ficam feridas


















No final da tarde deste sábado (26), por volta das 17:30, à vítima 
"Carlos Nascimento da Silva", 24 anos, filho de José Carlos da 
Silva e Maria Sueli do Nascimento, residente na rua Santa Joana, 
s/n, Vila São Pedro, Trindade-PE, encontrava-se  na cidade de Ouricuri 
em frente ao "bar de Eliane", quando aproximou-se um automóvel,
cor prata, marca, modelo e placa, não informados, desceu um 
indivíduo encapuzado, não identificado e passou a efetuar vários
disparos de arma de fogo contra a vítima, a qual foi atingida nas 
costas, tórax, abdome e cabeça, vindo a óbito no local.

O algoz estava acompanhado de outro elementos, não identificado, 
que ficou ao volante e, após os disparos, fugiram, tomando destino
ignorado. Segundo os policiais, a vítima havia saído da cadeia há
cerca de dois meses e possuía várias passagens pela polícia, 
dentre elas, uma prisão por tráfico de drogas e outra por homicídio.

Durante a investida, o algoz ainda atingiu as pessoa de "Francisco 
Helailson Ribeiro", de 31 anos, que foi ferido no braço e "Lucimara
da Silva", de 23 anos, que foi atingida de raspão na perna, 
ambos foram socorridos ao Hospital Regional de Ouricuri, em seguida
liberados.
No local foram encontrados estojos de munição calibre 380, que foram 
recolhidos pela Polícia Civil. A Polícia Militar realizou diligências, porém 
não se obteve êxito.

Blog: O Povo com a Notícia

Afogados vence petrolina e fica a três pontos da classificação

A equipe do Afogados da Ingazeira enfrentou Petrolina, na tarde deste domingo (27), em partida válida pelo Campeonato Pernambucano da Série A-2. Com um elenco reformulado em relação aos jogos anteriores, a equipe venceu por 1x0.

O jogo aconteceu no Estádio Paulo Coelho. A partida que estava com início marcado para às 15 horas sofreu atraso de 33 minutos, pela ausência da PM no estádio. O gol aconteceu aos 38 minutos, após Bagagem bater escanteio da esquerda encontrando Caxito que não desperdiçou e deu a vitória ao Afogados.




Blog do Itamar
 

José Pimentel: “É desse Ariano que eu gostaria de falar, o Ariano humano, simples”


DSC03103
por Bruna Verlene
Na tarde desta sexta (25) o Blog foi recebido por um dos mestres do teatro Pernambucano, José Pimentel. Em entrevista exclusiva, Pimentel falou sobre os desafios e o convite para dirigir “O Massacre de Angicos, a morte de Lampião”, ele falou ainda sobre sua demissão de Nova Jerusalém e sua amizade com Ariano Suassuna.
Pimentel como você recebeu o convite de Anildomá Williams e Cleonice para dirigir “O Massacre de Angicos” ?
Faz tempo, eu tinha vindo aqui a convite deles também para participar de um festival de teatro para ser jurado e ia dar uma oficina também, então meu conhecimento em Serra Talhada começou por aí. Um ano depois, dois anos, não me lembro mais, Domá me procura para dirigir um espetáculo dele, no começo ainda fiquei meio assim, porque eu não gosto de dirigir teatro ao ar livre, eu gosto de dirigir um texto que eu faço, porque eu já fico imaginando cenário, como vai ser isso aquilo, então era um desafio, um texto alheio, mas vim embora para cá.
Peguei um texto, fiz uma ligeira adaptação para servir, porque eu tinha que fazer um espetáculo, eu digo sempre que texto de teatro enquanto não é montado é literatura. Então, vim para cá e comecei a cuidar do espetáculo, e graças a Deus deu certo, hoje a gente já tá no terceiro ano é um sucesso e que ninguém pode negar.
Qual foi o seu maior desafio no espetáculo?
Primeiro atores que eu não conhecia, mesmo alguns atores do Recife que estavam no elenco, o elenco também já tinha sido mais ou menos arranjado aqui. Eu tive que ajeitar esse elenco, a experiência de alguns, como a Maria Bonita, a Roberta Aureliano, e outros que vinheram do Recife, mas o restante era um pessoal daqui que não conhecia esse tipo de teatro, que é um teatro dublado, um teatro ao ar livre, e a dublagem nem todo ator consegui fazer a dublagem, é um problema de ritmo, se o ator não tem o ritmo interno dele, ele dificilmente vai conseguir dublar. Mas eu tive sorte nisso, os atores daqui conseguiram.
Aí eu vim, teve um cronograma complicado, vim uma primeira vez para ensaiá-los e depois ir para o estúdio e gravar, depois tive que colocar trilha sonoras, músicas, acordes e tudo que compõe um espetáculo. E depois disso eu voltei aqui para ensaiar as marcas, já tinha as vozes, e aí eles tomaram um susto, porque quem dava o ritmo era eu, há essa pausa tá muito grande, e ia lá no computador e cortava ou aumentava, agora eu estava pensando  no espetáculo, na concepção do espetáculo.
Quando voltei foi uma surpresa, porque eles dublaram bem, e aí comecei a fazer as marcas. Os cenários eu já tinha uma ideia do que precisava, depois uma iluminação boa, porque em um espetáculo desse você tem que se agarrar a profissionais, você tem que usar equipamentos bons, um espetáculo desse é complicado, e era a primeira vez, e havia uma responsabilidade sobre os meus ombros, e dar vida há um texto de Anildomá, eu acredito que correu tudo bem, consegui ajustar as equipes, tanto de atores e atrizes, quanto a de infraestrutura, mas até nisso eu tive sorte.
A primeira vez que eu vim eu fui entrevistado em rádio, eu disse até um coisa presunçosa, a gente vai estar fazendo o melhor espetáculo do sertão Pernambucano, mas eu fui além, e eu não conheço outro espetáculo parecido, então eu disse dos sertões. Aí a profecia se cumpriu e hoje a gente está fazendo o melhor e maior espetáculo.
DSC03100
Ao acrescentar a última cena, onde Lampião “ressuscita”, houve toda uma polêmica, qual foi a mensagem que vocês quiserem passar?
Eu acho que por eu ter feito a Paixão de Cristo e ter um elevador, as pessoas ligaram isso a ressurreição, só que não tem nada haver com isso. O texto no final diz, “o homem morreu, mas o mito se eternizou”, Ariano morreu mas a sua memória e as suas obras vão ser lembradas, Lampião vai ser lembrado pelas coisas más e boas que ele fez.
A polêmica eu acho que existe, ela ficou, era um desejo de Domá, e eu disse a ele você tem criar uma polêmica no seu texto, e eu como diretor não podia ir além, aí você mexe com a base do texto. A música de Amelinha por exemplo, eu não poderia colocar só porque era mais sertaneja, antes era uma música Francesa, e que todos já sabiam o que ia acontecer, então eu peguei só a parte que fala de Lampião, e criei uma cena em cima disso.
A cena final o elenco entra todo em cena, uma coisa meio louca, que eu misturo realidade, com fantasias, e depois eu disponho todos eles de uma ponta a outra do cenário, até para o publico ter ideia da grandiosidade do que a gente está fazendo.
DSC03102
 O porque de deixar Nova Jerusalém?
Eu não deixei Nova Jerusalém, eu fui demitido. É uma história que eu ainda conto um dia antes de morre, ainda espero ter tempo e paciência para escrever um livro sobre isso, porque ninguém sabe direito a história. Eu não sair porque quis, eu fazia parte da sociedade, era o diretor do espetáculo, fazia Cristo, fiz Pilatos, fiz demônios.
Fiz Cristo por uma necessidade, porque o ator Carlos Reis não queria mais fazer. Um ano implorei para ele fazer o Cristo, e isso foi na minha casa. No ano seguinte eu disse Plínio, Carlos é muito interesseiro diz aí um valor para oferecer a ele, e foi na minha casa de novo, e era um cachê jamais pago em Nova Jerusalém, e Carlos aceitou.
No outro ano, Carlos Reis chega no primeiro ensaio com um rapaz dizendo, “está aqui o Cristo, já ensaiei e ele está prontinho”, eu parei e disse como é rapaz? Devia ter falado comigo primeiro, e aí foi um ano terrível, todo grupo ficou contra a mim, mas como eu sou brigador eu fui lá e fiz o Cristo, e nesse ano quando terminou o espetáculo eu chorei feito um “bezerro desmamado”.
A minha saída foi terrível também, era uma sexta, todo mundo reunido em Nova Jerusalém. Eu disse olhe, vocês tão brigando tanto, e eu faço parte da sociedade, então vou dirigir os atores que vocês querem, aí ficou acertado que eu iria viajar para o Rio de Janeiro para ensaiar os atores. Quando foi na segunda liguei para Nova Jerusalém, e quem atendeu foi o filho de Plínio, e ele perguntou o que eu queria, e eu disse eu quero acertar com ele a minha viajem pro Rio, e o filho de Plínio respondeu que ele não estava.
Quando foi meio dia, Tibi, que cuida dos cenários daqui de Serra Talhada e de Nova Jerusalém, me liga dizendo que eu não era mais o diretor do espetáculo, e eu disse que a ele não estava tudo certo, e Tibi disse que Plínio falou que eu ia causar problemas.
Um jornalista depois foi e publicou que eu ia pedir demissão, e Plínio depois me enviou uma carta dizendo que aceitava o meu pedido de demissão, querendo mudar toda história.
Ariano Suassuna - Ao ser perguntado sobre a importância de Ariano Suassuna na sua vida José Pimentel, foi  enfático ao recordar da sua história de guando saiu de Sertânia, e que devido a morte do seu pai ter ido para o Recife, e ao chegar lá foi estudar na Escola Comércio Prático, onde o seu professor de Português era Ariano Suassuna.
“Ariano soube da minha história, e me colocou para fazer a chamada nos dias das aulas dele, e com isso ele me dava um dinheiro para me ajudar”.
Pimentel relata que antes de terminar os estudos na Escola de Comércio, Ariano lhe disse que tinha um emprego, com três engenheiros amigos dele, “eu fazia de tudo nessa empresa de construção”, declarou Pimentel.
Após um certo tempo distante de Ariano, aparece a oportunidade para estrear “O Auto da Compadecida”, peça montada pelo Teatro Adolescente do Recife, onde houve a reaproximação dos dois.
“Quando eu escrevi meu primeiro poema, eu levei para Ariano, e aí o professor de estética, uma aula do que era poesia. Eu disse Ariano e teatro, ele disse, está aqui esse conto de Balzac teatralize, aí inventei umas coisas para solucionar, levei para ele e ele disse é por aí”, declarou Pimentel.
Qualquer livro de peça de teatro de Ariano que você pegar vai está o meu nome, como o criador de Benedito, João Grilo.

“Ninguém conhece o homem Ariano como eu conheço. O meu primeiro dicionário quem me deu foi ele, com uma dedicatória “arretada”, e é desse Ariano que eu gostaria de falar, o Ariano humano, simples”.



Nil Junior

O ANIVERSARIANTE DE HOJE É O AMIGO JAMES LANE












Nosso Blog parabeniza o amigo James Lane pelo seu aniversário, lhe desejamos muita saúde, paz, prosperidade e muitos anos de vida.

ITAPETIM REALIZA 1º FÓRUM COMUNITÁRIO DO SELO UNICEF



















A Prefeitura de Itapetim, através das secretarias de Ação Social, Educação e
Saúde, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do 
Adolescente (CMDCA), realizou, na última sexta-feira (25), na sede do Serviço
de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), o 1º Fórum Comunitário
do Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2013-2016.

O evento foi aberto com apresentações culturais e pronunciamentos de
autoridades municipais. Em seguida, a articuladora do Selo UNICEF, Betânia
Viana, realizou uma breve explanação sobre a metodologia do Fórum e foram
apresentadas as propostas dos grupos de trabalho para a elaboração do Plano
Municipal de Ação e Proteção
Integral das Crianças e Adolescentes.

















Em uma demonstração da importância do Selo UNICEF e da manutenção do
reconhecimento internacional, o 1º Fórum Comunitário do Selo UNICEF Município
Aprovado Edição 2013-2016 foi prestigiado pelo prefeito Arquimedes Machado e
por secretários municipais. A Câmara Municipal foi representada pelos vereadores
Seu Dido, Bernardino Gomes e Fia Cândido.

O Selo UNICEF é uma estratégia pensada pelo Fundo das Nações Unidas para
a Infância e tem o objetivo de promover a melhoria da qualidade de vida de crianças
e adolescentes das regiões Norte e Nordeste do país. 




Assessoria de Comunicação

PAULO, FERNANDO E JOÃO LYRA INAUGURAM COMITÊ EM PETROLINA




















O comitê da Frente Popular em Petrolina foi inaugurado com uma grande festa,
que reuniu pessoas de todo o Sertão em torno dos candidatos a governador,
Paulo Câmara (PSB), e ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB).
O evento contou com a presença do governador João Lyra Neto (PSB) e de
muitos candidatos proporcionais. Mais de duas mil pessoas participaram do
evento, um dos maiores de toda a campanha até aqui.

Paulo, Fernando e João Lyra chegaram ao comitê caminhando, por volta das 11h.
Foram recebidos com muitos aplausos da multidão que foi cumprimentar a
Frente Popular. Antes de chegar ao praticável, onde aconteceram os discursos,
foram abraçados por centenas de pessoas e posaram para muitas fotos ao lado
da militância.


















Câmara agradeceu a recepção calorosa dos sertanejos e assumiu o compromisso 
de construir o Hospital da Mulher em Petrolina e trabalhar para ampliar os projetos
de irrigação na região. Ele convocou a militância para ganhar as ruas e fazer a 
campanha. “Pernambuco não pode ser um projeto de uma pessoa ou de um
pequeno grupo. Pernambuco tem que ser um projeto coletivo, para o bem de todas
as pessoas. Vamos fazer com que Pernambuco continue no rumo certo, mas para
isto precisamos que vocês nos ajudem em cada rua, em cada casa”, disse Paulo.

Prefeito de Petrolina por três vezes, Fernando fez um discurso emocionado,
lembrando sua primeira eleição para deputado federal em 1986, ao lado do saudoso
governador Miguel Arraes. “Naquela campanha, como agora, peço a vocês o voto
em nossa chapa completa. Paulo é um gestor sério, preparado e vai poder dar
continuidade ao trabalho de Eduardo Campos. Quem vota em Fernando, vota em
Paulo também”.


















João Lyra aproveitou a fala para comentar as recentes pesquisas eleitorais. 
Ele lembrou que em 2006, no começo da disputa, Eduardo era o terceiro colocado.
“Se perguntarmos ao povo de Pernambuco quem quer manter o trabalho desta
gestão, quase 80% vai responder que sim. O único que pode continuar com o 
nosso governo é Paulo Câmara. Quem quer que Pernambuco avance vota em
Paulo Câmara”. 





Fotos: Beto Figueiroa

AFOGADOS SEDIARÁ CAMPEONATO BRASILEIRO DE HANDEBOL


EM SERTÂNIA, PAULO COMANDA CARREATA E ARRASTA MULTIDÃO NA EXPOCOSE












Mostrando a força da Frente Popular no Sertão, o candidato ao Governo do
Estado, Paulo Câmara (PSB), comandou, neste sábado (26), uma grande
carreata pelas ruas de Sertânia e uma expressiva caminhada pela Exposição
Especializada em Caprinos e Ovinos do município (Expocose).

Acompanhado do seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho
(PSB/Senado), Paulo arrastou uma multidão nas duas atividades.
O socialista aproveitou para conversar com expositores e reafirmar seu
compromisso com o incentivo à produção pecuarista, sobretudo após uma
seca tão intensa como a verificada nos últimos três anos.

"É uma feira importante, da caprino e da ovinocultura, de toda essa região.
É uma atividade que nós vamos fortalecer no nosso governo, que vai incentivar
os pequenos e médios produtores e pecuaristas", ressaltou Paulo Câmara.















A estudante Fernanda Alves, que fez questão de tirar uma selfie com Paulo,
revelou que foi à feira apenas para ver o candidato da Frente Popular.
"A gente sabe que Pernambuco vai estar em boas mãos com ele. Então,
vim aqui tirar uma foto com ele", contou.

Outra visitante do evento, Medelânia Pinheiro mostrou muito otimismo na
vitória de Paulo Câmara. "E vai ser no primeiro turno. Ele vai ganhar porque
o 40 tem mudado Pernambuco", exaltou.




​Fotos: Wagner Ramos

EDUARDO CAMPOS SERÁ ENTREVISTADO HOJE NA BANDEIRANTES


Hoje (domingo), Eduardo Campos será entrevistado por Boris Casoy, Fernando Mitre, Rafael Colombo e Fabio Pannunzio no programa Canal Livre, na Band. Reúna a família e chame os amigos para assistir e discutir um Brasil mais justo. O programa vai ao ar a partir de 0h, após o programa Pânico na Band.

Em Araripina, Armando reforça atenção ao Canal do Sertão e Adutora do Oeste

CANAL DO SERTÃO
Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação


Em sua passagem pelo município de Araripina, neste sábado (26),
Armando Monteiro (PTB), candidato a governador de Pernambuco,
subscreveu o apoio a dois documentos que reforçam a construção
do Canal do Sertão e da Adutora do Oeste. As obras vão
solucionar o problema de abastecimento de água para a produção
agrícola e consumo humano nas regiões do Sertão do Araripe e
do São Francisco. Os pedidos também foram endossados pelo
senador Humberto Costa (PT).

Um dos documentos solicita à Companhia de Desenvolvimento
dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) a
nomeação de servidores públicos para prestar conta do andamento
do cronograma do Canal do Sertão. A ideia, segundo o presidente
da Comissão de Construção do Canal do Sertão, Antônio
Fernandes, é que os funcionários do governo federal façam um
balanço da execução da obra aos moradores da região do Araripe
e São Francisco.

O outro pedido solicita uma modificação no projeto original da
Adutora do Oeste para construção de um acesso irrigado para
a zona rural para moradores do Sertão do Araripe. A benfeitoria
poderá significar maior vazão de água para a população da roça,
que terá o volume de água quadruplicado, passando para dois
metros cúbicos. "Esses pedidos são importantes para os
moradores de toda a região", destacou Antônio Fernandes.

Em 2013, em uma ação junto ao governo da presidente Dilma
Rousseff (PT), e após ouvir as reivindicações dos moradores
da região, Armando Monteiro conseguiu reabrir o debate sobre
o traçado do Canal do Sertão. O projeto original havia sido
modificado e beneficiaria apenas os municípios do São Francisco.
Inicialmente, teria 145 quilômetros. Porém, Armando fez sugestões
junto à União para suspender a licitação da obra, com o
objetivo de garantir que o canal fosse ampliado em mais 74
quilômetros.
 

Gonzaga Patriota participa da inauguração do comitê da chapa majoritária em Petrolina








Uma multidão recebeu os candidatos a governador Paulo Câmara e a senador Fernando Bezerra Coelho, o governador de Pernambuco, João Lyra, o deputado federal Gonzaga Patriota e outros candidatos e lideranças políticas da região, na manhã deste sábado (26), para a inauguração do comitê da Frente Popular de Pernambuco.
Em seu discurso, Gonzaga Patriota relembrou a trajetória política do candidato ao senado, Fernando Bezerra Coelho.
Petrolina vai puxar essa campanha, a começar por Fernando Bezerra Coelho que é daqui e já foi prefeito três vezes, já foi secretário, ministro e trabalhou muito por Petrolina, Pernambuco e pelo Brasil. Vamos eleger também Paulo Câmara para dá continuidade ao trabalho de Eduardo Campos e vamos eleger nosso ex-governador e futuro presidente do país, Eduardo Campos”, disse Patriota.
Fernando Bezerra Coelho fez uma análise de um artigo publicado na Folha de São Paulo no caderno de economia e revelou que o segundo turno poderá ser entre os candidatos da oposição . “Um artigo publicado pela Folha de São Paulo, informa que as principais instituições financeiras estão reavaliando as chances de reeleição da atual presidente e que o resumo da reportagem é que começam a surgir os levantamentos que estão sendo feitos e a eleição, além de ter o segundo turno, o segundo turno poderá ser surpreendente, poderá se dá entre os candidatos da oposição”, falou.
Paulo Câmara disse que irá honrar com responsabilidade os votos recebidos no Sertão do São Francisco.
No dia 05 de outubro vamos ter uma grande votação em todo o Sertão do São Francisco em reconhecimento a esse trabalho que Eduardo com João Lyra fizeram. Em reconhecimento a todo trabalho que Fernando Bezerra Coelho tem feito por essa região e eu digo para todos vocês, eu saberei honrar essa responsabilidade de ser governador de Pernambuco e vou olhar com um carinho todo especial para a região do Sertão do São Francisco”, comentou.
Antes da inauguração do comitê, a comitiva visitou a feira livre da Cohab Massangano, na zona oeste de Petrolina.
O comitê de campanha da chapa majoritária fica localizado na Avenida São Francisco, bairro Areia Branca, zona leste da cidade.

sábado, 26 de julho de 2014

Lucas Ramos cumpre agenda em Serra Talhada ao lado do ex-prefeito Carlos Evandro


Nesta sexta-feira (25), Lucas Ramos (PSB) foi recebido em Serra Talhada pelo ex-prefeito Carlos Evandro, que recentemente anunciou apoio a sua candidatura a deputado estadual. Ele fez a primeira atividade de campanha no município, onde foi apresentado a importantes lideranças da região. "Procurei um sertanejo comprometido com a nossa realidade. O pai dele, Ranilson Ramos, prestou relevantes serviços à região quando foi secretário de Agricultura. Estamos confiantes. Lucas Ramos como deputado estadual vai fazer ainda mais", afirmou Carlos Evandro.
“Um dos motivos que nos levou a buscar o apoio de Carlos Evandro foi o grande trabalho que ele desenvolveu junto aos agricultores familiares, sobretudo, destinando parte do orçamento da Prefeitura para aquisição de alimentos destinados à merenda escolar”, ressaltou Lucas.

O jovem socialista fez questão de afirmar o potencial econômico do município. "Serra Talhada tem muita importância para a economia do nosso estado, além de ser um grande polo educacional. A cidade merece ter uma representação mais forte na Assembleia Legislativa", pontuou. 

Uma das bandeiras do candidato é a estadualização das autarquias de ensino. "Queremos discutir a gratuidade do ensino público universitário. Serra Talhada possui uma das 13 autarquias de ensino em funcionamento no estado. Queremos garantir aos estudantes a gratuidade do ensino nessas instituições, assim como já acontece na Universidade de Pernambuco", explicou Lucas Ramos.

 “Quando decidi apoiar Lucas Ramos, pensei no desenvolvimento de Serra Talhada. Vou pedir voto para Lucas como se fosse para mim mesmo. Quem vai julgar é o povo. Quero que a população julgue o que eu fiz pela cidade e tenha em vista o que Lucas também pode fazer", finalizou Carlos Evandro.